IPHAN ENTREGA OBRA DE RESTAURAÇÃO DO MERCADO DE PEIXE DO VER-O-PESO

Convite Frente
Inserido no complexo do Ver-o-Peso tombado e inscrito no Livro do Tombo Histórico em 1977 pelo Instituto do Patrimônio Histórico e Artístico Nacional (IPHAN), o Mercado de Peixe do Ver-o-Peso recebe oficialmente sua obra de restauração e conservação concluída, por meio de cerimônia organizada pelo IPHAN, no dia 23 de março de 2015 (segunda-feira). Destaca-se também que, o Ver-o-Peso encontra-se na lista de candidaturas à Patrimônio Mundial/UNESCO, com dossiê em fase de elaboração pelo Iphan em conjunto com a Prefeitura de Belém.
Estarão presentes na cerimônia a Presidenta do IPHAN, Sra. Jurema Machado, o diretor do PAC Cidades Históricas/Iphan, Sr. Robson de Almeida, o Prefeito de Belém, Sr. Zenaldo Coutinho, o titular da Secretaria Municipal de Economia que apoiou a ação, peixeiros e lojistas que trabalham no mercado, demais trabalhadores do Ver-o-peso, frequentadores da feira e demais convidados. Durante o evento, também será aberta exposição com os resultados das oficinas do projeto Ver o Peso das Águas, organizada pelo fotógrafo Miguel Chikaoka.
Em janeiro de 2010, o Iphan deu início à obra de Restauração e Conservação de Mercado de Ferro / Mercado de Peixe do Ver-o-Peso, advinda de uma demanda dos próprios feirantes diante de graves problemas de conservação do edifício, inclusive de uma torre derrubada por uma ventania. A obra consistiu na restauração e conservação do edifício com a execução de novas instalações elétricas, hidrossanitárias, proteção contra as descargas atmosféricas e circuito interno de tv; construção de câmara frigorífica; banheiros; adequação às normas da vigilância sanitária; reforma total da cobertura com o redimensionamento de calhas e condutores.
A obra foi realizada em duas etapas, de maneira que os peixeiros e lojistas não tivessem que ficar sem trabalhar no período. Alguns fatos como a necessidade de disponibilidade de local para remanejamento provisório dos lojistas e peixeiros, bem como adequações no espaço da feira para as movimentações da obra acabaram por ocasionar atrasos na execução.
A Restauração e Conservação de Mercado de Ferro foi a primeira obra com recursos do PAC – Cidades Históricas a ser concluída em Belém/PA. O valor total dos investimentos foi de, aproximadamente, R$ 8 milhões, incluído o reajustamento de contrato. A primeira etapa da obra foi concluída em 2014, com entrega de 15 lojas, 01 PM Box e 30 boxes dos peixeiros, 50% da cobertura, quadro de energia e duas torres. A ação beneficiou diretamente cerca de 231 famílias dos trabalhadores e permissionários que trabalham no Mercado, além das cerca de 4.000 pessoas que por ali circulam diariamente, segundo dados da Secretaria Municipal de Economia que faz a gestão do Ver-o-Peso, e que nas datas especiais, como por exemplo, na Semana Santa atinge até 8.000 pessoas/dia.

Convite verso

A EXPOSIÇÃO – O projeto Ver o Peso das Águas teve como objetivo, por meio de oficinas, exercitar e redimensionar os olhares sobre os bens materiais e simbólicos que constituem a dinâmica do complexo arquitetônico e paisagístico do Ver-o-Peso. Integrada à obra do Mercado de Ferro, a Associação Fotoativa realizou oficinas de Xilogravura, Ecobijou, Comunicação- Blogs e Rede-, e Pincel de Luz. As oficinas contaram com a participação dos trabalhadores locais e frequentadores da Feira/Mercado do Ver-o-Peso.

Uma seleção do que foi produzido pelos participantes das oficinas do Projeto Ver o Peso das Águas será instalado no Mercado de Ferro no momento da entrega da obra concluída.
O MERCADO DE FERRO DO VER-O-PESO – “A canoa traz o homem, a canoa traz o peixe, a canoa tem um nome, no mercado deixa o peixe”: as palavras do poeta paraense Max Martins imortalizaram no imaginário local as atividades no Mercado de Ferro do Ver-o-Peso, marcadas pelo tráfego intenso de pessoas e mercadorias desde 1º de dezembro de 1901, data de sua inauguração. O Mercado, em forma de dodecágono e com estrutura metálica e fechamento em chapas metálicas, oriundas de Londres e Nova Iorque, foi projetado por Henrique La Roque e montado pelos engenheiros Bento Miranda e Raimundo Viana. Consolidou-se como um exemplar do período artístico da Belle Époque. A imagem da doca do Ver-o-Peso com as torres do mercado ao fundo constitui uma das principais representações da cidade de Belém em cartão postal. Para a historiadora Maria Nazaré Sarges, a construção e o estilo do Mercado são reflexo da riqueza trazida pelo apogeu do Ciclo da Borracha.
SERVIÇO:
ENTREGA DA OBRA DE RESTAURAÇÃO DO MERCADO DE FERRO DO VER-O-PESO
DIA: 23/03/2015        HORA: 17H
LOCAL: MERCADO DE FERRO DO VER-O-PESO, AV. BOULEVARD CASTILHOS FRANÇA, BAIRRO COMÉRCIO.
Anúncios

Um comentário sobre “IPHAN ENTREGA OBRA DE RESTAURAÇÃO DO MERCADO DE PEIXE DO VER-O-PESO

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s