Projetos do Pará são contemplados nos editais nacionais do IPHAN

pnpi13102014_0000

Dois projetos do Pará foram contemplados nos editais nacionais lançados pelo IPHAN em 2014. Foram eles:
Instituto Nangetu de Tradição Afro-Religiosa e Desenvolvimento Social, cujo projeto “Azuelar, ponto de mídia livre” foi premiado na 1ª edição do Prêmio Patrimônio Cultural dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana/2014 – Edital PNPI 2014.

Centro de Estudos e Memória da Juventude Amazônica, cujo projeto “Circuito paraense de Mestres e Mestras de Capoeira – a cultura está na roda”, foi habilitada e aprovada pela comissão de seleção do Edital de Apoio e Fomento à Salvaguarda de Bens Registrados como Patrimônio Cultural do Brasil (Chamamento Público nº 03/2014).

O Prêmio Patrimônio Cultural dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana/2014 tem como objeto o reconhecimento de ações de preservação, valorização e documentação do Patrimônio Cultural dos Povos e Comunidades de Matriz Africana – comunidades de terreiro – já realizadas, e que, em razão da sua originalidade, excepcionalidade ou caráter exemplar, mereçam divulgação e reconhecimento público.
Os projetos concorreram em duas categorias, cada uma com linhas de ações específicas. Foram oferecidos 10 (dez) prêmios de R$ 40.000,00 (quarenta mil reais) para a Categoria 1 e 25 (vinte e cinco) prêmios de 24.000, 00 (vinte e quatro mil) para a Categoria 2, totalizando um montante de R$ 1 milhão de reais.
Ao todo foram oitenta propostas inscritas, sendo onze delas desabilitadas. Na Categoria 1 foram 06 propostas aprovadas e premiadas. Já na Categoria 2, foram aprovados 45 projetos, sendo 25 premiados. O Instituto Nagentu concorreu com outros 31 projetos na mesma linha de ação.

Confira aqui os outros projetos premiados na  1ª edição do Prêmio Patrimônio Cultural dos Povos e Comunidades Tradicionais de Matriz Africana/2014.

Já o Edital de Apoio e Fomento à Salvaguarda de Bens Registrados como Patrimônio Cultural do Brasil visa contemplar ações de apoio e fomento para os bens culturais Registrados como Patrimônio Cultural do Brasil ou para bens culturais associados ao contexto de ocorrência destas práticas culturais, com proposição de atividades de mapeamento, pesquisa, produção bibliográfica e audiovisual, ações educativas, de formação, de intercâmbios entre mestres e grupos culturais para trocas de saberes, qualificação, transmissão de saberes tradicionais, organização de apresentações culturais, apoio à organização e à mobilização comunitárias, estruturação de espaços culturais, promoção da utilização sustentável dos recursos naturais, dentre outras.
Os recursos destinados a este chamamento público foram da ordem de R$ 1.400.000,00 e foram distribuídos em três categorias:

• 1 projeto de até R$ 450.000,00 para salvaguarda dos bens culturais do povo indígena Karajá, que possui dois bens culturais reconhecidos como Patrimônio Cultural do Brasil: Saberes e Práticas Associados aos Modos de Fazer Bonecas Karajá, inscrito no Livro dos Saberes, e Rtixòkò: expressão artística e cosmológica do Povo Karajá, inscrito no Livro das Formas de Expressão;
• 2 projetos de até R$ 245.000,00 para bens Registrados em geral, e;
• 5 projetos de até R$ 75.000,00 para bens Registrados em geral.

Confira aqui os demais aprovados na fase de habilitação e avaliação do Edital de Apoio e Fomento à Salvaguarda de Bens Registrados como Patrimônio Cultural do Brasil.

Anúncios

Deixe aqui seu comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s